segunda-feira, dezembro 12

Assumindo o controle


As vezes paro pra pensar em ideologias passadas, ver se vale apena a manter certos padrões ideais. Ignoro toda e qualquer forma de pensamento baseado em ideias tradicionais, e ao mesmo tempo em que somos presos pela sociedade nesta cela inevitável.
Em todo o fim há um começo, e o começo me dá medo. Ver as passagens do tempo de idas e vindas, seus perigos e fracassos.
O medo nos faz covardes, incapazes, faz nós nos armarmos contra tudo e todos
Eu tenho tantos provérbios e ao mesmo tempo não consigo executa-los, ao mesmo tempo que penso que somos a mudança que queremos em nós.
Mas é isso! devemos ser a mudança e não esperar por ela.
Quando tomamos o controle de nossas atitudes fica muito mais fácil não culpar o destino.