segunda-feira, outubro 1

Doces semanas #7 + Sentimentos indesejáveis


Poxa, há quanto tempo eu não posto doces semanas, é que estava com preguiça de juntar todos os acontecimentos num post só e explicá-los todos, mas esse sentimento explica bem como venho me sentido nas  últimas semanas, explica também o motivo de escrever esse post. 
Sabe quando você persegue uma coisa todo o seu tempo, daí essa coisa chega, mas, vai embora num piscar de olhos, e você fica com a maior cara de tacho por tudo ter passado tão rápido.
Aí você se sente tão despreparado diante das armadilhas da vida, aquele tal que você sente quando nunca sentiu, e não tem palavras que te alivie, fica sempre aquele sentimento de, poderia ter me doado mais, poderia ter sido melhor, poderia ter ido além, aí quando tudo passa você sente que, nada tem jeito mais, e blá! Está feita a minha confusão mental.
Porque as vezes, escuto conselhos das músicas, e uma delas tem uma frase que nunca tinha entendido até então: '' Quanto mais as coisas parecem mudar mais elas continuam as mesmas'', que verdade.
Mas a verdade mesmo é que sempre ficam boas lembranças, e nisso posso dizer: Valeu!
Agora, to tentando assoprar o resto da esperança que ficou e retomar o animo, por enquanto tenho passado o tempo entre escrever pequenos pensamentos e me contentado entre uns mimos bobos que me enchem o dia.
As vezes, umas músicas no violão, aquelas que me trazem novos ares, enjoei da nostalgia dos meus sentimentos, mas são sempre esses que mais me emocionam.